Pesquisar este blog

Páginas

26 de jan de 2012

Sedução


Meus braços se esticam tocando as paredes com as pontas dos dedos, sentindo na tinta fria o calor da noite, enquanto minhas mãos aflitas passivam buscando o suor e as marcas deixadas pelos nossos corpos.
Como se eu pudesse sentir minhas costas nuas prensadas pelo teu peito, enquanto tuas coxas abriam caminho entre as minhas.

Na minha boca arde o gosto do desejo ainda latente, enquanto a lembrança das tuas mãos em minha cintura me arranca o ar.
Meu corpo explodindo se contorce, e posso sentir minhas pernas embaraçando nas tuas, confundindo meus dedos com os teus.

Descalça, sinto em meus pés as manchas purpuras, ainda viva, do tinto que brindamos.
Olho as taças caídas que aguardam silenciosas nova dose.
Como uma promessa muda, como a vela derretida sobre a mesa.

No teto vejo o sorriso que não pude conter, e me cora o rosto, ao lembrar meu corpo colado como tatuagem no teu.
Lembrança que reascende a cada instante o desejo que ferve e grita.
Olho seu corpo nú, seus olhos, um convite, um sorriso,
E as mãos que se estendem em minha direção
Sem palavras, minha boca se enche de seu beijo e nossos corpos se tornam um no duelo insaciável. 





Luciana Santos
Novembro de 2012

6 comentários:

  1. luciana, belissimo, é muito quente,humano e literário.. adorei.. oxalá vc. possa traze-lo em nosso sarau virtual, que se Deus quiser( eu particularmente quero muito) faremos. bjos. cris.

    ResponderExcluir
  2. Lu, pintaste em tela de sedução!!!
    Perfeito ato de paixão! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Bacana. Nos aproxima da natureza humana sem regras ou maquiagens. Ousado e sincero.

    Bj grande

    ResponderExcluir